Editorial - março de 2013

Versão de impressão

Renúncia de Bento XVI

Março de 2013 ficará nos anais da história mundial como o mês do impacto da renúncia do Bento XVI ao papado e da eleição de um novo Papa. E isto acontece num período em que a Igreja Católica Romana vive, na opinião de muitos, uma grave crise interna. Uma crise que envolve altos dignitários da Cúria e que se agrava com escândalos de pedofilia, envolvendo padres e bispos e algumas acusações de práticas homossexuais. E o que escandaliza ainda mais os observadores é o facto de tais práticas virem de membros de uma instituição que, em termos de moral, é defensora de princípios e valores muito rigorosos.

Talvez por isto, os Católicos de todo o mundo, e mesmo os que não se assumem como tal, vivam a escolha deste novo Papa com grande expectativa. Será que o próximo sucessor de S. Pedro terá força e vontade para empreender mudanças profundas no seio da Igreja, alterando práticas, procedimentos e conceitos que não se coadunam com as exigências dos tempos actuais e que se encontram longe do espírito evangélico da Igreja primitiva? Será que vem disposto a substituir pessoas que nem sempre deram bons exemplos de prática cristã? Se assim acontecer uma lufada de «ar fresco» renovará a Igreja. O Mundo, que vive uma situação difícil, ganharia, também, com esta situação. Saibam os Cardeais eleitores ouvir a voz de Deus.

2013 março

Forum Abel Varzim

Direção

Categoria: