Recuperação de Raparigas - Quinta do Bosque

A Prostituição no Bairro Alto e o Pároco da Encarnação (ao Chiado)

… num dia de inverno de 1953, chamaram o então Pároco da Encarnação (paróquia que abrange a quase totalidade do Bairro Alto) para ir “benzer” uma rapariga que estava a morrer numas escadas. Como o Pároco se recusou a sacramentar moribundos em escadas (pois era necessário que alguém a recolhesse), voltou depressa a ser chamado, “pois já estava recolhida”. E foi sacramentada numa casa de prostituição. O auxílio prestado a esta moribunda (expulsa violentamente da “casa que a matou”) por algumas senhoras da Acção Católica paroquial, causou sensação. Passados dias, mais três pediram os sacramentos e morreram cristãmente. No final do enterro de uma delas, com grande acompanhamento, um grupo de raparigas abeirou-se do Pároco: “Vimos agradecer-lhe o que tem feito por nós”.

              Pouco depois, começaram a procurar o mesmo Pároco algumas raparigas, pedindo que as libertasse “daquela miséria”.

              E sendo interrogadas sobre as razões por que o procuravam, responderam: - Porque não tem nojo de nós…

Assim, nasceu a «Obra de Recuperação de Raparigas» - Ver relatório