«MERCADOS de ESCRAVOS» no Século XXI ?

MIGRANTES AFRICANOS COMPRADOS e VENDIDOS ABERTAMENTE em «MERCADOS DE ESCRAVOS», na Líbia.

Em pleno Século XXI , os chamados «homens civilizados» continuam a permitir que centenas, milhares ou milhões de outros homens, sejam traficados, vendidos e trucidados impunemente, por outros homens. 
Quem lucra? Os traficantes executores, ou os traficantes mandantes?
No passado já vimos o desprezo pela vida humana, praticado em nome duma Ideologia (?), em autenticas Empresas de Tortura disfarçadas de Campos de Trabalho - «Arbeit Macht Frei». Hoje o Mundo Civilizado assobia para o lado, fecha fronteiras, negoceia acordos, etc., ignorando a sorte de muitos irmãos nossos.
Não podemos ficar indiferentes, alegando que quem deve agir são os Estados, pois a defesa da inviolabilidade da vida humana é uma responsabilidade coletiva, e não só de alguns, e a «vontade» dos Estados depende da vontade coletiva.
Recebemos um texto, publicado pelo Inter Press Service, da autoria do jornalista Baher Kamal, sobre os «mercados de escravos» na Líbia, que pensamos ser de interesse para os nossos leitores.

Eis o texto
Maio 9, 2017 - Centenas de migrantes ao longo das rotas de migração do Norte de África estão sendo comprados e vendidos abertamente nos "mercados de escravos" modernos, na Líbia, disseram à agência de migração das Nações Unidas, alguns dos sobreviventes. Aquela Agencia entende que esses relatórios «podem ser acrescentados a uma longa lista de atrocidades» no país. O Tribunal Penal Internacional está agora a considerar iniciar uma investigação….

Ler mais